Enfermagem

05/03/2011

Câncer de intestino delgado

Filed under: Oncologia — Larissa Fernanda Passere @ 20:53

O câncer de intestino delgado é incomum. Tumores diagnosticados no intestino delgado são mais frequentemente de origem metastática do que primários.

 Figura: retirada de tumor no intestino delgado.

Reastreamento

Não recomendado.

Diagnóstico

Os tumores podem causar obstrução e sangramento, como a presença de sangue nas fezes, dor abdominal tipo cólica, distensão abdominal e vômitos. Os tumores carcinóides podem secretar substâncias que causam diarréia e rash cutâneo.

As neoplasias primárias do intestino delgado podem ser benignas ou malignas a respeito dos sintomas de obstrução intestinal, sangue oculto nas fezes, icterícia ou perda de peso.

As neoplasias avançadas de duodeno e jejuno proximal tem comportamento semelhante ao das neoplasias do estômago, enquanto as neoplasias mais distais tendem a se comportar como neoplasias de cólon.

O estudo com duplo contraste do intestino delgado parece ser mais sensível do que o estudo contrastado convencional para a detecção de tumores do intestino delgado.

Patologia

  • Adenocarcinoma (maioria dos casos geralmente localizados no duodeno e jejuno, pequenos tumores podem ocorrer de maneira sincrônica ou metacrônica em vários locais)
  • Linfoma (incomum, geralmente do tipo não – Hodgkin)
  • Sarcoma (geralmente leiomiossarcoma, mais freqüente no íleo e mais raramente, angiossarcoma ou lipossarcoma)
  • Carcinóides (20% são mais freqüentes no íleo, podendo ser múltiplos)
  • Tumores estromais do trato gastrintestinal

Estadiamento

  •  Tc de abdome
  • Trânsito intestinal, preferencialmente com técnica de duplo contraste
  • Endoscopia digestiva alta
  • Colonoscopia (lesão do íleo terminal)
  • PET pode ser útil no estadiamento

Fatores de risco

Diagnóstico de doença de Crohn, doença celíaca pólipos adenomatosa familiar e síndrome de Lynch parece aumentar o risco de neoplasia primária de intestino delgado, associada a pólipos adenomatosos ou à displasia.

Tratamento

 Adenocarcinoma

 Estádios I a III: ressecção cirúrgica exclusiva. A utilização de tratamento adjuvante em pacientes com linfonodos positivos não está claramente definida.

Estádios I a III irressecáveis e estádio IV: cirurgia paliativa com derivação digestiva, considerar radioterapia paliativa e quimioterapia paliativa, com 5 – FU em monoterapia ou em combinação com doxorrubicina, mitomicina – C, cisplatina e carmustina.

Leiomiossarcoma

Doença ressecável: cirurgia radical exclusiva.

Doença irressecável: cirurgia paliativa com derivação digestiva, considerar radioterapia paliativa.

Doença irressecável metástica: cirurgia paliativa, radioterapia paliativa ou quimioterapia paliativa.

Doença recidivante: não há tratamento padrão, nos casos de recidiva local, pode ser realizada cirurgia, radioterapia paliativa ou quimioterapia paliativa. Para recidivas com metástases a distância, também não há regimes padrão de quimioterapia. Recomenda-se a inclusão dos pacientes com doença recidivada e, estudos clínicos.

Principais esquemas de tratamento

Droga: Fluorouracil

Dose: 600mg/m²

Via: IV

Dias: D1 e D8

 

Droga: Doxorrubicina

Dose: 30mg/m²

Via: IV

Dias: D1

 

Droga: Mitomicina

Dose: 10mg/m²

Via: IV

Dias: D1

CID – 10: Classificação Internacional de Doenças

 C17.9 Neoplasia maligna do intestino delgado, não especificado.

 

 

 

                                                                                                                                               

 

 

Anúncios

1 Comentário »

  1. achei muito bacana e bem explicado e específico

    Comentário por pamela caroline gomes silva — 09/06/2012 @ 21:00 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: